PL de Jorge Vianna propõe intérpretes de Libras em unidades de saúde do DF

85
Foto: Wilter Moreira

Profissionais devem facilitar atendimento e diagnóstico de deficientes e auditivos

Por Kleber Karpov

O deputado Jorge Vianna apresentou o Projeto de Lei (PL) nº 103/2019, que assegura aos usuários da rede pública do DF, deficientes auditivos, a presença de intérpretes da Língua Brasileira de Sinais (Libras), em unidades de Saúde do DF. Parlamentar aponta que cerca de 100 mil pessoas possuem alto grau ou total incapacidade de visual ou auditiva.

De acordo com o PL, em tramitação na Câmara Legislativa do DF (CLDF), hospitais, Fundação Hemocentro de Brasília (FHB), Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), Centros de Atenção Psicossocial (CAPs) e Farmácias, devem assegurar aos usuários da rede pública de saúde, o acesso a intérpretes de Libras.

“Dos quase 3 milhões de habitantes do DF, cerca de 100 mil pessoas têm uma grande dificuldade, ou total incapacidade auditiva. E, quando essas pessoas chegam para um atendimento nos hospitais, existe tanto a dificuldade para os servidores compreenderem quanto aos pacientes dizerem o que estão sentindo. Com o intérpretes de Libras disponíveis nas unidades de saúde, certamente, vai facilitar o processo de atendimento e, principalmente, o diagnóstico dessas pessoas.”, explicou Vianna.