Jorge Vianna sugere ações para facilitar atendimentos durante abertura de campanha do Novembro Azul no HRT,

38

Vianna aponta ainda necessidade de ampliar conscientização de homens, para necessidade de realização de exame de próstata

Por Kleber Karpov

Na manhã desta terça-feira (5), o deputado distrital, Jorge Vianna (Podemos), participou da abertura da campanha do Novembro Azul, no Hospital Regional de Taguatinga (HRT), dedicada a da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata.

Na ocasião, Vianna narrou um caso de detecção de câncer de próstata na família. O deputado falou sobre a importância, de se quebrar o tabu, por parte dos homens, em relação à realização do exame de toque retal. Além da necessidade de a Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF), realizar campanhas para divulgar as unidades que atendem demandas de serviços urológicos na rede pública de saúde.

“O mais importante é a gente fazer essa divulgação e desmistificar essa cultura, principalmente do nordestino, de não querer fazer. Aonde eu consigo encaminhar um paciente com suspeita de câncer de próstata? No máximo no ambulatório, para marcar, não conseguimos vagas. Cadê a divulgação da Secretaria de Saúde sobre onde é atendido na urologia? Pois estamos fazendo cirurgia no HRT. Mas onde chegar a cirurgia, como faço? Onde procuro? por onde começo?”, questionou Vianna.

Para o deputado, cabe ao que chamou de “promotores da saúde”, ao se referir às esposas, filhos e, principalmente, aos profissionais e gestores da SES-DF, o papel de convencimento para orientar e fazer com que os homens possam se despir de pré-conceito, e adquiram consciência da necessidade de se realizar o exame de próstata. Além de nortear, aqueles conscientes da importância do procedimento.

“Nós promotores e divulgadores precisamos divulgar. Procure no posto, na Unidade Básica de Saúde, o ambulatório. Vamos divulgar mais o nosso serviço pois os homens não sabem onde ir e  a quem procurar.”, disse Vianna ao se colocar, novamente, a disposição para atuar, voluntariamente, durante a campanha do Novembro Azul, a exemplo do Outubro Rosa em que instrumentou cirurgias no HRT.