Nota de repúdio ao médico que estuprou técnica em enfermagem no MA

116

Como Enfermeiro e Técnico em Enfermagem expresso minha profunda indignação e repúdio ao comportamento do médico que estuprou uma técnica em enfermagem, enquanto ela dormia. O ocorrido aconteceu no Estado do maranhão, no dia (10/01), na unidade de saúde onde ambos trabalhavam.

O responsável pelo ato criminoso é um médico da própria unidade de saúde e capitão da Polícia Militar, identificado como Allan Xavier Dias, que nesse dia resolveu tirar o seu repouso no mesmo local que a técnica, mesmo ele tendo o seu local de descanso.

Segundo a reportagem do SBT, veiculado no dia (12/01), a Polícia Civil explica que a vítima estava dormindo no plantão e acordou com o médico já sem roupas, em cima dela. Exames a que a técnica foi submetida posteriormente comprovaram a consumação do estupro. Apesar de o Médico ter sido preso em flagrante, a Justiça permitiu que ele aguardasse o processo em liberdade.

É um absurdo sem tamanho que situações como essas continuem acontecendo com a Enfermagem e que o responsável continue impune. Esse indivíduo envergonha toda uma classe médica e todos os policiais que vivem para combater crimes. O Conselho Regional de Medicina do Maranhão (CRM-MA) deveria cassar seu registro e a Polícia Militar expulsa-lo da corporação.

Enquanto isso, mais uma vítima de assédio, de violência, de estupro. Até quando a Enfermagem irá passar por esses crimes? Eu espero que esse criminoso pague pelos seus atos e tenha a punição que merece.