Deputado da saúde, Jorge Vianna, participa de duas grandes entregas para a população

105

Por Anna Araújo

O deputado Jorge Vianna participou nesta sexta-feira de duas importantes inaugurações: da UBS 1 do Jardins Mangueiral e do Hospital de Campanha do Autódromo Internacional Nelson Piquet.

A Unidade Básica de Saúde do Mangueiral é o primeiro equipamento público da região, que vai contar com três equipes de Estratégia Saúde da Família e três equipes de saúde bucal para atender uma população de cerca de 20 mil pessoas.

Para o deputado, esta é uma grande conquista para a cidade. “O Mangueiral já é uma cidade e merecia ter uma unidade de saúde para atender à população que sempre que necessitava de atendimento tinha que recorrer às cidades vizinhas”, explica.

Durante o evento, que contou com a participação do governador Ibaneis Rocha, o deputado foi elogiado pelo chefe do executivo, que enalteceu a atuação do parlamentar na área da saúde. “Este é o deputado que luta pela saúde, que luta pelos profissionais de saúde, luta para que o Distrito Federal tenha uma saúde cada dia melhor para a população, em especial a população mais carente”.

Logo em seguida, o deputado Jorge Vianna seguiu para a entrega do Hospital de Campanha do Autódromo Internacional Nelson Piquet, que conta com 100 leitos de Unidade de Cuidado Intermediário – UCI, para o tratamento de pacientes diagnosticados com Coronavírus, liberando assim os leitos dos hospitais para sejam atendidos outros casos, inclusive a retomada das cirurgias eletivas.

Em seu discurso, o governador do DF lembrou o empenho do deputado em prol da categoria. “A pedido do deputado Jorge Vianna, mandamos fazer o levantamento dos enfermeiros que estão para ser contratados e possamos seguir com essas contratações dando continuidade aos serviços”, explica o governador, que também seguiu dizendo que atendeu a outra solicitação do deputado com relação a ampliação das 40h para os profissionais de saúde, dando assim a oportunidade de aumentar o salário destes servidores, fazendo com que trabalham exclusivamente na rede pública, não havendo a necessidade de outro emprego.