Em Comissão Geral, dep. Jorge Vianna propõe diálogo permanente com o governo

23

Por Anna Araújo

O deputado distrital Jorge Vianna, realizou ontem (14/10) no Plenário da Câmara Legislativa uma Comissão Geral para tratar das demandas dos servidores públicos do Distrito Federal, como reajustes, reestruturação de carreiras, aumento do auxílio alimentação, entre outras pautas. Para este debate 16 sindicatos representantes das carreiras estiveram presentes dando a sua contribuição.

De acordo com o deputado, que é presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Servidor Público, a partir desta Comissão Geral é preciso construir um diálogo constante entre Sindicatos, categorias e governo. “Eu quero propor a partir de hoje a formação de uma Mesa de Diálogo Permanente, onde possamos estar sempre em contato, debatendo as demandas dos servidores e do serviço público, levando ao governo o que cada categoria precisa”, diz.

Durante toda a Comissão Geral, todos os sindicatos tiveram fala, expondo as necessidades de suas carreiras. Segundo Jorge Vianna, esta foi uma oportunidade ímpar para os sindicalistas do DF de se unir num propósito único, que é a defesa do servidor público. “O que estamos fazendo hoje aqui vai ficar para a história, pois é o momento que vocês estão reivindicando não só salário, não só o financeiro. Hoje vocês expuseram as dificuldades individuais de suas categorias. Todos são servidores públicos, mas cada uma tem a sua particularidade, a sua dor, e isso precisa ser tratado de forma individual, e é isso que vamos fazer também”, pontua o deputado.

Jorge Vianna finaliza a Comissão Geral parabenizando a participação de todos os sindicatos e avaliando como vitorioso o encontro com as entidades sindicais. “Saio daqui com a certeza de que esta Comissão Geral foi um grande sucesso, porque até então não se falava em reajuste salarial para os servidores públicos, mas diante da nossa organização, a movimentação das categorias nas redes sociais, o governo percebeu que algo precisava ser feito, e antes mesmo da nossa deliberação, veio o anúncio do pagamento da histórica terceira parcela dos reajustes concedidos em 2013 a 32 categorias e devida desde 2015”, comemora.