Jorge Vianna realiza sessão solene em homenagem ao Dia Mundial de Combate ao Câncer

327

O deputado Jorge Vianna (PSD), realizou uma solenidade na manhã desta segunda-feira (13/2), em homenagem ao Dia Mundial de Combate ao Câncer, que é comemorado dia 04 de fevereiro e tem como objetivo promover a conscientização e a educação das pessoas e influenciar entidades governamentais sobre a prevenção, tratamento e controle do câncer.

Estavam presentes na mesa, representando a Secretaria de Saúde do DF (SES), o chefe da assessoria de políticas de prevenção e controle do câncer (ASCCAN), Gustavo Bastos, a superintendente executiva do Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB), Dra. Valdenize Tiziane, o médico da oncologia e hematologia do Hospital da Criança de Brasília, Dr. José Carlos Martins, bem como o chefe da assessoria de relações institucionais Iges-DF, Delmo Menezes, e o diretor-geral do hospital de apoio de Brasília, Dr. Alexandre Lyra.

Entre os participantes, representando a Rede Feminina de Combate ao Câncer, Ana Paula Soares sugeriu que o paciente oncológico seja tratado como uma prioridade no sistema de regulação, facilitando a realização de exames de alta complexidade como a tomografia, por exemplo. “O câncer é uma doença complexa, que ameaça nossa vida. Quando há necessidade de uma tomografia, o paciente oncológico está sujeito ao mesmo sistema de regulação, incluído na mesma fila. Todos precisam do exame, mas será que todos os tipos de doença têm o tempo correndo no relógio como o câncer? Minha ideia é tratar o paciente oncológico em uma prioridade”, sugeriu a psicóloga.

Durante a sessão, o deputado ressaltou a importância do evento para o trabalho de prevenção. “É necessário que a população seja informada sobre o ciclo de combate ao câncer, que envolve, prevenção, detecção e tratamento. É fundamental fazer o diagnóstico precoce. A secretaria de Saúde oferece exames de prevenção como o papanicolau, mamografia e o exame de próstata. Precisamos fortalecer o SUS para que a saúde pública possa atuar com mais eficácia em cada uma das três frentes. Com acolhimento e sensibilidade a batalha contra a doença fica muito mais fácil”, disse o parlamentar.