Jorge Vianna comenta solicitação da PGDF, à Justiça, sobre pagamento da GATA dos servidores da Saúde

302

Responsável por articular e garantir incorporação da última parcela da Gata, Vianna tranquilizou servidores de nível médio da Saúde sobre recebimento da gratificação

Por Kleber Karpov

Na quarta-feira (22/Abr), o deputado distrital, Jorge Vianna (Podemos), postou um vídeo nas redes sociais para falar sobre a Gratificação de Atividade Técnico-Administrativo (GATA). Isso após o compartilhamento de um documento emitido pela procuradora-geral da Procuradoria-Geral do DF (PGDF) que pede o adiamento de análises de processos da GATA pela Justiça.

Vianna explicou que o documento emitido pela procuradora-geral do DF, Flávia Beatriz de Andrade Costa, ao juiz da Fazenda Pública do Distrito Federal do Tribunal de Justiça do DF (TJDFT), tem por finalidades, informar à Justiça, que embora haja processos em tramitação, no tribunal, que o GDF aprovou recentemente, a Lei no 6.523/2020, que prevê o pagamento da GATA em três vezes, a partir de abril desse ano, até março de 2021.

Segundo o deputado, tal iniciativa, tem por objetivo, conforme consta no documento, além de pedir o adiamento de decisões de demandas relativos à GATA, se evitar que a Justiça acabe por proporcionar, o pagamento em duplicidade, da gratificação aos servidores da Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF). “Não se preocupe com isso. Não vai ser suspensa a Gata, que será paga, já está no contracheque e aí, no quinto dia útil, estará no contracheque.”.

Veja o documento

Isonomia dos técnicos em enfermagem

Vianna aproveitou o vídeo para falar sobre outros temas, a exemplo da isonomia dos técnicos em enfermagem, tema recorrente da reclamação dos profissionais de saúde, nas redes sociais. O deputado lembrou sobre a diferença das quatro horas, está em andamento, na Justiça. Além de observar, o momento crítico, uma vez que o GDF deve ser impactado com uma grave crise financeira, em decorrência da pandemia do coronavírus (Covid-19).

“Não tem como a gente atropelar isso agora. Tem como conversar com o governador, tem. Mas façam suas avaliações. Nós temos um ‘problemaço’ de arrecadação. Graças a Deus que ao menos a Gata está resolvido. O governador pode, e provavelmente não terá mais recursos de aprovar alguma coisa que dê alguma vantagem no contracheque do servidor.”, explicou Vianna, ao reforçar a necessidade de os servidores da SES-DF serem pacientes no momento.

Confira o vídeo na íntegra

Ao vivo falando sobre o documento da PGDF sobre a GATA que está circulando nas redes

Posted by Jorge Vianna on Wednesday, April 22, 2020