Jorge Vianna comemora chegada de vacina contra coronavírus, mas alerta para necessidade de cautela

Ainda antes da coletiva, deputado enviou ofício à Secretaria de Saúde para solicitar esclarecimentos, sobre definições da imunização, em especial, dos profissionais de saúde do DF

70

Nesta segunda-feira (18), o secretário de Saúde do DF, Osnei Okumoto, anunciou o início da vacinação para o combate ao coronavírus (Covid-19), no Distrito Federal, a partir das 10 horas, de amanhã, no Hospital Regional da Asa Norte (HRAN). Para o deputado, Jorge Vianna (Podemos), o momento é de comemoração mas também, de cautela.

Um dos motivos de preocupação de Vianna, se dá em relação a quantidade de doses, cerca de 4 milhões, adquiridas pelo país. Desse montante, o DF recebeu na primeira etapa, aproximadamente 106 mil doses, para vacinar, conforme anunciou o secretario de Saúde, aproximadamente de 50 mil pessoas.

O deputado, que defende a necessidade de vacinação de profissionais de saúde, alerta para o cuidado a ser praticado, pela Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF), em relação a distribuição das doses da vacina.

“Conforme o secretario Osnei já anunciou os profissionais de saúde que atuam na linha de frente contra o coronavírus, estão entre os prioritários para receberem as doses das vacinas. No entanto, é preciso ficar atento pois há categorias de profissionais de saúde, por exemplo, que não são considerados servidores da saúde. Esse é o caso dos Agentes Comunitários de Saúde e dos Agentes de Vigilância Ambiental, de condutores de ambulâncias, enfim, algo que precisa ficar extremamente claro.”, disse Vianna.

Confira a fala do deputado