Dep. Jorge Vianna cobra ambulâncias paradas do Samu

547

O deputado Jorge Vianna, esteve em reunião nesta terça-feira (29), na secretaria de saúde (SES) e junto à secretária, Lucilene Florêncio, conseguiram destravar pautas importantes.

Dentre elas, a questão das novas ambulâncias do Samu que estavam paradas no pátio devido à falta de seguro. O deputado cobrou essas viaturas e a secretária informou que o seguro seria assinado no mesmo dia. Após a publicação do contrato em edição extra do Diário Oficial, os veículos foram liberados para os serviços de transporte nas ruas.

Vianna, também pediu explicações sobre o serviço prestado nesse final de semana pela UTI Vida aos transportes de pacientes intra-hospitalares. O diretor do complexo regulador, Marcos, disse que nesse final de semana, devido a falta de ambulâncias, foi necessário pedir o apoio da empresa UTI vida, esse suporte não será contratual, foi apenas uma medida para ajudar de forma emergencial. 

Outro assunto abordado foi sobre as compras de EPIs para o Samu, no qual o deputado havia destinado emendas. De acordo com o diretor, Dr. Vitor, os equipamentos estão em fase de teste e a  previsão para entrega de boa parte dos EPIs, será em dezembro, no entanto, só a partir de janeiro que os macacões irão ser entregues, pois a licitação não teve sucesso, atrasando esse item. 

Também, foi falado a respeito dos contratos temporários. O deputado enviou um ofício à secretaria, e fez a defesa da renovação dos contratos para o procurador da SES, que se comprometeu em analisar a prorrogação sob a ótica apresentada. Para Vianna, está claro que a interrupção desses contratos irá trazer um prejuízo muito grande para a assistência, além de ser um gasto maior para o estado. As categorias afetadas são: Agentes de Vigilância Ambiental em Saúde (AVAS), Agentes Comunitários de Saúde (ACS), Especialistas, Técnicos, Condutores, Auxiliares em Saúde e Padioleiros.

Quanto ao concurso público para os técnicos em enfermagem, AVAS e ACS, a secretária informou que o processo de escolha da banca está em análise no Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF), pois a empresa vencedora está sendo questionada pela corte por possíveis irregularidades. A SES já se prepara para solicitar uma nova banca, pois não podem esperar o desenrolar desse processo e deixar desassistido à população por falta de servidores.

A secretária de saúde, Dra. Lucilene, afirmou que irá chamar 7 enfermeiros generalistas (vagas em vacância) do concurso de 2022, já que está com dificuldade em preencher as vagas dos médicos, pois não houve interesse dos aprovados em assumir. Deve fazer uma nova chamada ainda esse ano.