Vitória expressiva da Chapa 1 no Conselho Regional de Enfermagem do Distrito Federal ressalta a união da enfermagem e a entrada do Deputado Jorge Vianna na luta pela fiscalização da saúde privada

Nesta segunda-feira, 02/10, o Conselho Regional de Enfermagem do Distrito Federal (Coren-DF) anunciou os resultados das eleições que ocorreram recentemente em todo o Brasil para a escolha de seus representantes. Com uma votação expressiva, a Chapa 1 conquistou vitórias significativas em ambos os Quadros. Representando enfermeiras e enfermeiros, ela obteve um 76,6% dos votos no Quadro 1, enquanto no Quadro 2, destinado aos técnicos e auxiliares de enfermagem, foram 58% dos votos.

Uma das notícias mais destacadas dessa eleição foi a participação do Deputado Jorge Vianna (PSD), que aceitou o convite para integrar a Chapa 1 e agora se une aos demais conselheiros no Coren-DF. Sua presença promete trazer um novo impulso à entidade, especialmente na área de fiscalização.

Jorge Vianna, que é técnico de enfermagem e enfermeiro, conhecido por seu compromisso com a saúde, afirma que seu objetivo ao ingressar na Chapa 1 é fortalecer a capacidade de fiscalização e garantir que os padrões de qualidade na assistência à saúde sejam mantidos principalmente na rede privada. Sua participação representa uma parceria importante entre o setor político e a enfermagem, visando melhorar as condições de trabalho e atendimento para os profissionais e pacientes do Distrito Federal.

Essa vitória na eleição do Coren-DF destaca não apenas a força da Chapa 1, mas também a união da enfermagem como um todo. É uma prova de que, assim como em outros estados, como Minas Gerais e Ceará, a enfermagem tem representantes comprometidos e atuantes na política. Essa união fortalece a voz da profissão e promove avanços significativos para a área da saúde no Distrito Federal.

A Chapa 1 se compromete em trabalhar incansavelmente para promover a valorização dos profissionais de enfermagem em toda a região. A entrada do Deputado Jorge Vianna no Coren-DF é vista como um passo positivo em direção a esse objetivo, prometendo um futuro mais promissor para a enfermagem e para a saúde no Distrito Federal.